quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

IRMÃO LOBO - encontro com Carla Maia Almeida


IRMÃO LOBO EM FÁTIMA

Ontem à tarde estive no Centro de Estudos de Fátima para falar com alunos do 8º e 9º ano sobre o Irmão Lobo, livro seleccionado pela escola para o Concurso Nacional de Leitura (será esta a designação correcta?). Os adolescentes são sempre um público tramado, mas com sinceridade e as unhas do lobo não é impossível agarrá-los. Gostei muito! Grata a todos os alunos que lá estiveram - mais de 150 - e também à Livraria Arquivo (Leiria) e às professoras Marlene Frazão e Cristina Carvalho, pelo caloroso acolhimento num dia de muito frio e muita chuva, como se pode notar pelo figurino.

(foto: cortesia Fernando Pinho)

sábado, 2 de dezembro de 2017

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Direitos das Crianças


Direitos das Crianças


Direitos das Crianças


Direitos da Criança


A Maior Lição do Mundo

A Maior Lição do Mundo | UNICEF

Dia Universal dos Direitos da Criança [20 | Nov |

O Dia Universal dos Direitos da Criança



O Dia Universal dos Direitos da Criança, celebrado a 20 de novembro, visa consciencializar para a situação das crianças do mundo e promover o seu bem- -estar e desenvolvimento. A 20 de novembro de 1959 foi adotada a Declaração dos Direitos da Criança pela Assembleia Geral das Nações Unidas e 30 depois, o dia marca também a data da adoção da Convenção sobre os Direitos da Criança.

A CDC é o primeiro documento do direito internacional legalmente vinculativo – e mais amplamente ratificado – que incorpora todo um conjunto de direitos: civis, políticos, económicos, sociais e culturais. A Convenção assenta em quatro pilares fundamentais que estão relacionados com todos os direitos das crianças: a não discriminação, o interesse superior da criança, a sobrevivência e desenvolvimento e a opinião da criança.

O Dia Universal dos Direitos da Criança é uma oportunidade para defender e promover os direitos da criança e construir um futuro melhor para todas. Todos os dias, perto de 16.000 crianças menores de cinco anos morrem de causas evitáveis. Milhões de crianças não têm oportunidade de aprender.

Centenas de milhões são afetadas pela violência, pela pobreza, por conflitos ou situações de emergência. Este ano, a UNICEF Portugal lança um apelo a educadores e professores para que, nesse dia, as crianças se possam fazer ouvir em solidariedade para com as crianças mais desfavorecidas e vulneráveis do mundo, pensando sobre:

Como seria o mundo, se as crianças fossem ouvidas?

Será um dia para as crianças, pelas crianças.


O Dia Universal dos Direitos da Criança pretende levar as crianças a: 

• conhecer os seus direitos e reconhecer a importância do exercício dos mesmos; 
• partilhar e debater com os responsáveis a sua visão sobre os assuntos que consideram mais importantes para si e para todas as crianças; 
• conhecer os espaços e a dinâmica de funcionamento da sua escola; 
• refletir sobre formas de exercer os seus direitos no dia-a-dia na escola, na comunidade e no seu país;
 • serem ouvidas em relação aos assuntos que as afetam pelos responsáveis da escola e políticos e/ou pelo público em geral.

Para assegurar que as opiniões das crianças são ouvidas e tidas em conta, é importante considerar os seguintes aspetos: 
• Espaço: deve ser proporcionado às crianças um espaço seguro e inclusivo no qual possam formular e expressar os seus pontos de vista; é importante que se procure abranger todas as crianças; 
• Voz: as crianças devem ser apoiadas a expressar as suas opiniões e precisam de oportunidade, tempo e informação para as formular. As crianças têm direito a dizer o que pensam, não apenas sobre questões óbvias como, por exemplo, as que dizem respeito à alimentação ou ao vestuário, mas também podem contribuir para o funcionamento da sua escola;
 • Audiência: as opiniões das crianças devem ser ouvidas e respeitadas; as crianças precisam de sentir que os adultos estão preparados para as levar a sério;
 • Influência: os pontos de vista das crianças não devem ser esquecidos. Não significa que tudo o que propõem deva ser posto em prática, mas deve ser tomado em devida consideração.

Fonte: UNICEF_DUDC_Guia%20para%20as%20escolas

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Precious (2009)




Precious
Título original:Precious: Based on the Novel Push by SapphireDe:Lee DanielsCom:Gabourey Sidibe, Mo'Nique, Paula Patton, Mariah CareyGénero:DramaClassificação:M/12Outros dados:EUA, 2009, Cores, 110 min.Links:Site Oficial

A viver no bairro pobre de Harlem, em Nova Iorque, Clareece "Precious" Jones (Gabourey Sidibe) é uma mãe adolescente de 16 anos, negra, analfabeta e obesa, a sofrer de todo o tipo de maus-tratos pela própria família. Inserida num programa de alfabetização para adultos, ela vai, pela primeira vez, conhecer o amor e a amizade através de Ms. Rain (Paula Patton), uma professora determinada a ensinar-lhe o quão preciosa é a vida.
Um filme dramático baseado no livro "Push", de Ramona Lofton (sob o pseudónimo Sapphire), com a realização de Lee Daniels e com a produção de Oprah Winfrey e Tyler Perry. 
O filme tem em Portugal o apoio da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), que aproveita o mote para trazer novamente à ordem do dia a discussão sobre as vítimas de violência doméstica.
Nomeado para seis Óscares, ganhou dois: melhor actriz secundária (Mo'Nique) e melhor argumento adaptado.

Fonte: PÚBLICO

Concurso Nacional de Leitura


quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Pina (2011)





Desde o início da dança moderna em 1970, poucos coreógrafos tiveram tanta influência no meio como Pina Bausch. O documentário aborda a vida e a carreira da artista e mostra incríveis atuações de sua companhia.
Data de lançamento: 12 de maio de 2011 (Portugal)
Direção: Wim Wenders
Música composta por: Thomas Hanreich
Elenco: Malou Airaudo, Regina Advento, Ruth Amarante, MAIS
Prémios: Prémio do Cinema Europeu de Melhor Documentário, MAIS

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Bibliotecas

As bibliotecas escolares são essenciais
No novo contexto informacional em que vivemos, resultado do desenvolvimento das tecnologias e da Internet, em particular, é fundamental que a escola seja capaz de preparar jovens que, para além de um leque de conhecimentos, alguns axiais como a língua materna e a matemática, dominem um conjunto de competências complexas no que à informação diz respeito. Para responder a essa exigência, as bibliotecas escolares são um bem educativo e cultural essencial.

As formas clássicas de produção, conservação e circulação do saber, intimamente ligadas ao livro e ao impresso, estão a alterar-se profundamente. Crianças e jovens são cada vez mais marcados pelo acesso e uso precoce duma grande parafernália tecnológica - telemóveis, consolas de jogos, mp3, computadores, ipads... -, uma grande apetência por conteúdos audiovisuais e, sobretudo, pela Internet. No final da escola aguarda-os um mercado de trabalho caracterizado pela mudança, flexibilidade, necessidade constante de adaptação e de trabalhadores cada vez mais qualificados. Vão mudar de emprego várias vezes e vão ter de continuar a aprender ao longo da vida.

Quando todo o conhecimento de que necessitamos parece encontrar-se na Web, à distância e velocidade de um clique, as actividades de pesquisa e tratamento de informação tornaram-se mais complexas do que podíamos imaginar. E a geração que apelidamos de "nativos digitais" ou "geração google", apesar da destreza tecnológica, revela grandes fragilidades na procura e uso de conteúdos informativos relevantes e fiáveis, assim como na capacidade de os transformar em conhecimento. Quem é que hoje, no papel de professor ou de pai, não experienciou a frequência com que crianças e jovens se limitam a "googlar" um tema, aplicando a seguir o método do "copiar e colar" para produzirem o trabalho que lhes foi pedido?Todo este cenário exige que a escola promova o ensino e aprendizagem de diferentes literacias, nomeadamente a literacia de informação, aqui entendida como o conjunto de competências que capacitam para o acesso, uso e aplicação eficaz da informação, em diferentes suportes, formatos e contextos. É este desafio recente, assim como o da leitura, nos tradicionais e nos novos ambientes, que torna as bibliotecas escolares tão necessárias. Vejamos.

Por mais que a tecnologia nos inunde, a leitura continua a ser uma aprendizagem primordial, condição de todas as outras. Aprende-se a ler, lendo, o livro continua a ser o suporte de eleição para essa aprendizagem, e a leitura, analógica ou digital, o instrumento de compreensão global. Nem todas as famílias têm condições para proporcionar livros e um ambiente leitor às suas crianças e jovens. As bibliotecas escolares são, pois, um ponto de acesso ao livro, a outros suportes e a actividades que estimulam o interesse e competências de leitura ao longo da escolaridade.

As bibliotecas escolares são igualmente um espaço de inclusão digital. Alguns programas do Ministério da Educação, o próprio embaratecimento da tecnologia, facilitaram a posse de computador pessoal. Em relação à Internet, considerando os dados do projecto Eukids Online, verificamos que só 78% das crianças e dos jovens portugueses entre 9 e 16 anos acedem à Internet. E cerca de um terço através das bibliotecas, tanto escolares como públicas.

Mas a inclusão digital não se resume ao acesso, pelo contrário, transfere-se cada vez mais, mesmo nos países mais desenvolvidos, para o problema do uso. Entendidas como espaços de aprendizagem, as bibliotecas escolares desempenham um papel fundamental na promoção de um uso seguro, criterioso, crítico e eficaz da informação. Em todos os agrupamentos de escolas e escolas secundárias têm sido o lugar por excelência onde estas questões são especificamente colocadas e trabalhadas com os professores bibliotecários, com todos os docentes já sensibilizados para o tema e, em especial, com os alunos. O Programa Rede de Bibliotecas Escolares tem sido decisivo no desenvolvimento destes espaços na escola.
MARGARIDA TOSCANO, PROFESSORA E MEMBRO DO GABINETE DA REDE DE BIBLIOTECAS ESCOLARES
Visto AQUI

Taxas

Rácios

Proporções

Quantos por cento?

Arredondamentos

Quanto vale X? Regra de 3 simples

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Sacanas sem Lei



Procura na tua biblioteca!

Rio 2 sugestão para o fim de semana!



Lê a critica AQUI!
Procura na biblioteca!

Revolutionary Road



Portal Cinema: Crítica - Revolutionary Road (2008): Realizado por Sam Mendes Com: Leonardo DiCaprio, Kate Winslet, Kathy Bates e Michael Shannon Baseado no romance de Richard Yates

Rei Pescador





Parry, um professor de história sem-abrigo, vive num reino de fantasia povoado de castelos, cavaleiros e damas em apuros. Jack, um dos dj's de rádio mais aclamados de Nova Iorque, cai em desgraça após provocar uma tragédia devido à sua arrogância. Sem dinheiro ou perspectivas de futuro, Jack acaba por ser salvo pela pessoa mais improvável...Parry. Em contrapartida, Jack vai ajudar Parry na sua busca pelo Santo Graal e na conquista de Lídia, a sua paixão.
Este filme profundamente desconcertante tem tanto de miserabilista como de cómico. Assume vários géneros, adopta várias posturas com o fito claro de nos fazer revelar algo sobre as emoções humanas. Em poucas palavras, traduz uma crítica e uma denúncia à desumanização que se vive nas grandes cidades. E evidencia todos os sinais de que, por muito que a Civilização evolua e os anos passem, o ser humano não parece entender melhor o conceito de Solidariedade.
«O Rei Pescador» é um filme que se passa entre o mundo das normas e o das excentricidades. Entre o universo da sanidade mental e o da loucura. Entre o contexto dos que estão inseridos no sistema social e o dos que lhe são marginais. Algures nessa realidade, está uma Humanidade dividida em sectores e vivendo mediante enormes discrepâncias sociais e contrastes assustadores.
A demanda pelo Santo Graal converte o filme num épico de aventuras. Se Parry está convencido de que a Taça de Cristo repousa na prateleira de um armário de um famoso arquitecto, Jack tudo fará para a conquistar. É uma loucura. Mas aquela taça pode devolver a vida a Parry.
Irreal e alucinado, «O Rei Pescador» é também realista e muito humano. O resultado é coerente. Há equilíbrio nos contrastes. História de busca da Salvação e de procura da Paz, é uma bela película centrada na Nova Iorque de finais do século XX mas cuja mensagem pode ser aplicada universalmente e de modo intemporal. Se a realidade é dolorosa e faz sofrer, a loucura faz sentido como fuga a essa realidade. Por isso, Parry corre pelas ruas numa fuga incessante às suas memórias e a tudo o que o atormenta. Um monstro segue-o, personificando todo o perigo, toda a dor e todo o medo que o perseguem.

A REDE SOCIAL



Como nasceu a rede que permite fazer amigos! Procura na biblioteca.

Divertido!



Procura na tua biblioteca

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Dia para festejar com muitos livros!


Dia Internacional das Bibliotecas Escolares


Para visitar A Biblioteca de Livros Digitais do Plano Nacional de Leitura (http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt/bibliotecadigital/) é um espaço dinamizador de iniciativas relacionadas com a leitura e a escrita, que se assume como um conjunto de livros de autores consagrados e aprovados pelo Plano Nacional de Leitura e, em simultâneo, como um repositório de trabalhos realizados por pessoas interessadas em criar outros textos motivados pelo livro que acabaram de ler.
Pode ser membro da Biblioteca de Livros Digitais qualquer pessoa que queira melhorar as competências de leitura e de escrita, partilhar competências e saberes e participar em iniciativas integradas nas múltiplas formas de leitura e escrita, características do século XXI.
Fonte: Raiz Editora

Dia Internacional das Bibliotecas Escolares


Para visitar A Biblioteca Nacional Digital (http://purl.pt/index/geral/PT/index.html) é um serviço da Biblioteca Nacional de Portugal (BNP) e disponibiliza, em linha e de forma gratuita, cerca de 25 000 documentos, a que correspondem mais de um milhão e meio de imagens. Na coleção digital incluemse documentos de acesso livre e também conteúdos protegidos pelo Direito de Autor, que, por este motivo, estão acessíveis apenas na rede interna da BNP.
O acesso às coleções digitais de livros, publicações periódicas, iconografia, cartografia e música pode fazerse mediante pesquisa no catálogo bibliográfico ou por navegação através dos índices de título, autor ou data de publicação.
Os conteúdos estão ainda disponíveis através de outros portais nacionais e internacionais:
·         portal Europeana (Biblioteca Digital Europeia);
Fonte: Raiz Editora

Dia Internacional das Bibliotecas Escolares



Para visitar A Biblioteca Digital Camões (http://cvc.instituto-camoes.pt/conhecer/biblioteca-digital-camoes.html) afirma-se como um repositório da cultura em língua portuguesa, tendo como principal critério a publicação de obras integrais, para leitura gratuita, sem necessidade de registos ou subscrição.
A biblioteca apresenta autores e edições diversos. Cada edição publicada tem um nível de acesso que é resultado da expressão de uma vontade conjunta do Instituto Camões e do editor e/ou instituição proprietária da edição. Assim, existem níveis diferenciados de acesso: apenas leitura, leitura e impressão e leitura, impressão e cópia.
Fonte: Raiz Editora

Dia Internacional da Bibliotecas Escolares


Para visitar A Biblioteca Digital Mundial (https://www.wdl.org/pt/) disponibiliza na internet, gratuitamente e em formato multilingue, importantes fontes provenientes de países e culturas de todo o mundo, refletindo o património cultural de todos os Estados-membros da UNESCO.
Lançada com o apoio da UNESCO em abril de 2009, esta biblioteca visa promover a compreensão internacional e intercultural, expandir o volume e a variedade de conteúdo cultural na internet, desenvolver capacidades em instituições parceiras, a fim de reduzir a lacuna digital dentro dos países e entre os países e fornecer recursos para educadores, académicos e o público em geral.

Fonte: Raiz Editora

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Visite a National Geographic



«Está nas tuas mãos»

Margarida Fonseca Santos: «Está nas tuas mãos»: Está nas tuas mãos Livro solidário - todos os direitos revertem para a ANDAI Sinopse: Guilherme não consegue entender, está assustado e a razão não é para menos: saber que tem uma doença crónica parece-lhe a pior notícia possível.
A família, os amigos e os professores interrogam-se sobre as consequências para o quotidiano e para o futuro de Guilherme. Todos têm de aprender a lidar com este problema. Uma médica fantástica vai ajud​á-los a conhecer ​a doença e as formas de agir para diminuir as dores, as lesões e o desânimo.
O apoio daqueles que lhe são próximos vai transformar um grande problema numa vivência saudável, feliz e realizada.

Edição de Booksmile

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Pular a Cerca



Ao despertar de um longo sono de inverno, um grupo de pequenas criaturas descobre uma cerca no seu quintal e é obrigada a enfrentar o seu maior medo: os humanos.

Baseado numa série de banda-desenhada humorística norte-americana criada em 1995, este filme conta uma história de revolta animal contra a expansão urbanística humana.

Precious




Precious protege-se do mundo exterior de cara fechada, sem cruzar olhares com ninguém, tentando ser o mais invisível possível. Seu único refúgio são os pequenos devaneios, geralmente sonhando com a possibilidade de ter um namorado branco e endinheirado e viver entre o glamour e o amor que faltam na sua vida. Quem começa a mudar isto é sua nova professora, Sra. Blu Rain (Paula Patton), que com muita paciência vai ensinar a Precious e às suas colegas muito mais do que ler e escrever.
O papel da professora é o de ensinar a Precious a exteriorizar seus sentimentos, o que vai ajudá-la a exorcizar alguns de seus demónios. Tudo o que ela antes guardava para si, passa a escrever nas páginas do seu diário.

Potiche: Esposa Troféu




Potiche - Esposa Troféu é uma comédia que decorre no norte da França em 1977 e que assume posições vanguardistas para aquela época, como os direitos das mulheres e do operariado, para defender uma tradição francesa que em 2011 está em crise, a do humanismo.
Suzanne (Catherine Deneuve) é a esposa troféu, casada há 30 anos com o industrial (Fabrice Luchini) que administra a fábrica de guarda-chuvas do pai dela. Desencadeada uma greve, os oprários fazem o patrão de refém, e Suzanne precisa agir, em parceria com o político de esquerda (Gerard Depardieu) que fora seu amante na juventude. Com o tempo, a ex-dona de casa modelar, mãe e avó, descobre que tem vocação para liderar - e idade para amar.
É muito inteligente a forma como o roteiro fortalece as mulheres politicamente - são os anos do feminismo; na televisão os homens temem que elas ocupem os seus empregos - e ao mesmo tempo reforça-lhes a feminilidade. Não é por acaso que as cores setentistas, o clima de sing-along e, claro, os guarda-chuvas remetem ao musical que impulsionou a carreira de Deneuve, Os Guarda-Chuvas do Amor, de 1964. Ozon presta deferência à atriz, que com quase 70 anos ainda tem pernas para subir elegantemente para um camião, como se ela personificasse todas as tradições francesas que importam.

No final, Potiche não professa só o humanismo da cartilha esquerdista, contrário às privatizações, em defesa da pequena indústria nacional (defesa hoje em crise no país porque se confunde com o protecionismo e a xenofobia), mas um humanismo do indivíduo. Ainda que muita gente veja Deneuve como uma instituição da França (que como toda instituição deve ser preservada) em Potiche ela é mais um ícone da independência, um símbolo liberal.

Pina (2011)



O que me interessa não é como as pessoas se movem, mas sim o que as move.

Pina Bausch

A história de Pina é apresentada como uma herança artística. Não são necessárias dezenas de fotos de infância, linhas do tempo, conversas com familiares ou narrativa linear. A cada apresentação e a cada impressão da artista que os dançarinos tecem, uma nova peça do quebra-cabeça se encaixa. No fim, temos um retrato metalinguístico e sensorial que pode parecer estranho, mas que se apreciado com atenção, traz um grande número de reflexões sobre nós, como indivíduos, além de um encanto quase infantil sobre a artista, a dança e a relação entre os corpos.
A aura criada por Wim Wenders no filme é psicológica e inquisitiva, atinge cada espectador com significados diversos, mesmo que nenhuma dança precise ser dotada de significado. A montagem de atrações funde maravilhosamente os espaços desconexos e a edição e mistura de som trabalham constantemente seu impacto e função dramáticas, de modo que o filme consegue ser leve e dar uma impressão quase nula do tempo percorrido. Mesmo para os que são totalmente alheios ao mundo da dança, Pina apresenta-se como uma experiência sensorial tão agradável que é quase impossível não acompanhar alguns números e terminar o filme sentindo-se leve, ou como se pudesse explodir de sentimentos a qualquer instante.

Closer - Perto Demais



Closer – Perto Demais foi vendido como “uma história de amor madura”. Baseada na peça teatral de Patrick Marber, talvez esta seja a melhor definição do que o filme realmente é: uma história de amor moderna – e, como sugere o título, uma olhar muito mais próxima nas fraquezas e problemáticas das relações humanas no nosso tempo.
A história segue os encontros e desencontros de quatro personagens. Dan, um jornalista fracassado, cruza casualmente com a striper Alice, recém-chegada dos EUA, à capital britânica. Passado algum tempo, Dan conhece Ana numa sessão fotográfica e passa a relaciona-ser com a artista. Também de forma casual (através da troca de identidades num chat na internet), Ana se envolve com o médico Larry – formando uma espécie de casal “perfeito”: ambos bem sucedidos nas suas profissões, é o casal que, aparentemente, vive um conto de fadas. No entanto, quando seu envolvimento entre Ana e Dan é descoberto por Larry, ocorre uma espécie de troca de casais – formando o “retângulo” amoroso que permeia toda a narrativa.
Com uma visão pessimista em diversos momentos, Closer lança um olhar sobre a problemática dos relacionamentos humanos, mostrando bem de perto as fraquezas da natureza humana. Diferente das histórias de amor hollywoodianas convencionais, Closer tem um grande mérito: a sua imprevisibilidade e, assim como no amor, é um filme onde o espectador mergulha de cabeça – sem se preocupar com o que está por vir.
PRÉMIOS
OSCAR
Indicações: Melhor Ator Coadjuvante – Clive Owen e Melhor Atriz Coadjuvante – Natalie Portman
GLOBO DE OURO
Ganhou: Melhor Ator Coadjuvante – Clive Owen e Melhor Atriz Coadjuvante – Natalie Portman
Indicações: Melhor Filme – Drama, Melhor Diretor – Mike Nichols e Melhor Roteiro
BAFTA
Ganhou: Melhor Ator Coadjuvante – Clive Owen
Indicações: Melhor Atriz Coadjuvante – Natalie Portman e Melhor Roteiro Adaptado

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

O Sistema Solar

Onde escutar poesia

 poesia

clicar na imagem para aceder aos 332 poemas

Contadores de estórias




 Histórias em Português

clicar na imagem para chegar ao mundo maravilhoso das histórias!

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Probabilidade - Axiomática - Exame nacional Matemática A - 12.º Ano

Exame Nacional Matemática A - 12 - Lei Normal

Exame Nacional matemática A - 12 - Contagem

Exame Nacional Matemática 12 - Probabilidade Condicionada

Exame Nacional Matematica 12 - Geometria No Plano - Produto Escalar

Exame Nacional Matematica - 12.º Ano - Sucessões - Progressão Aritmética

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Exame Nacional Matemática A - 2017 - 1.ª Fase - Questão 6 - Grupo II

O que são ovíparos? - estuda na net

Isto é Matemática - T10E13 - “Amigos Do Facebook

Isto é Matemática - T11E13 - “O Problema da Paragem”

Listas PNL- todos os livros para todos

Para  saber mais...AQUI




Biblioteca de Livros Digitais

Visita a Biblioteca AQUI




Literacia em saúde

Para saber mais... AQUI




Literacia científica

Para saber mais...AQUI





Literacia em estatística

Para saber mais...AQUI



Literacia em matemática

Para saber mais... AQUI





Literacia Financeira

Para saber mais...AQUI



segunda-feira, 26 de junho de 2017

domingo, 25 de junho de 2017

sábado, 24 de junho de 2017

sexta-feira, 23 de junho de 2017

sábado, 17 de junho de 2017

sexta-feira, 16 de junho de 2017

quarta-feira, 14 de junho de 2017

terça-feira, 13 de junho de 2017

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Caderno Virtual- procura onde podes aprender mais!

Minha vovó maravilhosa

A felicidade está em cada um de nós

Ensina-me a viver

A Lua -outras leituras

Conta-Me História - Transferência da Corte para o Brasil

Conta-me História - Descobrimento do Brasil

Conta-me História - Implantação da República

Manifesto Bertrand - Somos Livros

O desaparecimento da leitura

“O desaparecimento da leitura em voz alta é muito estranho. (…) Já não há o direito de colocar as palavras na boca antes de as meter na cabeça? Já não há ouvidos? Já não há música? Já não há saliva? As palavras já não sabem a nada? O que é que se passa? (…) Venham soprar nos nossos livros! As palavras precisam de corpo! Os nossos livros precisam de ter vida!”
Daniel Pennac in “Como um


Links: 30 dos 100 melhores contos da literatura un...

lerdo ler: Links: 30 dos 100 melhores contos da literatura un...: Links: 30 dos 100 melhores contos da literatura universal

Só para os Gênios das palavras



Este é um jogo para os Gênios das palavras! Ele é bem fácil no começo, mas logo fica mais desafiador. Encontre as palavras ocultas, deslize o dedo sobre elas e veja o quebra-cabeças desmoronar. Faça isso da maneira e na ordem correta e logo você limpará a grade.
Prepare-se para um jogo de quebra-cabeças muito intrigante - como uma combinação de Ruzzle e Scramble com um toque de Sudoku e Candy Crush Saga.
Este jogo tem 15 idiomas disponíveis e 580 níveis por idioma! Até mesmo os fãs mais experientes de jogos de palavras enfrentarão um desafio sério para completar este jogo. Na verdade, poucos já conseguiram!

sábado, 10 de junho de 2017

Memorado é o ginásio de cérebro líder


NOSSAS CARACTERÍSTICAS

- Mais de 720 níveis em 24 jogos para treinar a memória, lógica, concentração, reação e velocidade de trabalho
- Gráficos deslumbrantes associados a uma fácil usabilidade
- Treinamentos diários personalizados ajustados segundo os seus desejos
- Testes científicos regulares lhe mostrarão quantos progressos você já fez
- Estatísticas para mostrar as suas áreas fortes e o potencial a melhorar
- E muito mais!

A CIÊNCIA POR DETRÁS DE MEMORADO
Memorado está na vanguarda da neurociência. Nossa equipe interna de neurocientistas criou jogos para treinar a memória, concentração e muito mais. Baseados na ciência da neuroplasticidade, estudos mostraram que o treinamento do cérebro aumenta a memória de trabalho e a inteligência fluida. 

O NOSSO CÉREBRO
Uma memória de trabalho mais forte permite um aprendizado mais rápido e uma melhoria na conectividade do cérebro. Cientistas descobriram que uma forte conectividade do cérebro é um importante componente da inteligência humana e poderá atrasar a demência. Eles concluíram que o seu cérebro pode ser treinado como o seu corpo.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS


MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS – é a nova aplicação didática GRATUITA de jogos matemáticos da Science4you! Descubra com os mais novos a aplicação GRATUITA de matemática MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS, desenvolvida por pais e especialistas de educação, a pensar nas necessidades das crianças do ensino primário.
Uma aplicação que vai levá-los ao mundo dos números de forma divertida e alegre! Com estes novos jogos educativos da MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS conhecer os números, fazer contas de somar e subtrair, nunca foi tão fácil e divertido!
4 JOGOS MATEMÁTICOS: As crianças ao jogar vão aprender a divertir-se com os jogos educativos que a MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS lhes oferece gratuitamente, enquanto brincam com números, somam e subtraem! Todos apropriados para crianças do ensino primário.
A MATEMÁTICA PARA CRIANÇAS possibilita aos mais novos desfrutar de 4 tipos de jogos didáticos diferentes, onde cada jogo matemático tem 3 níveis de dificuldade e 4 opções de resposta, permitindo mais horas de jogo e diversão gratuitas!

terça-feira, 6 de junho de 2017

Sugestão de Leitura

Revolta e elegia, haiku e ilustração: um livro sobre refugiados
A ilustradora Ana Biscaia, o escritor João Pedro Mésseder e a designer Joana Monteiro juntaram-se para montar um livro sobre as travessias dos refugiados
Da torrente de imagens sobre o drama dos refugiados que tem chegado aos olhos dos europeus nos últimos anos há algumas que se fixaram de forma mais persistente na memória coletiva. Desde a repórter de imagem húngara a rasteirar um pai com o filho ao colo, ao corpo inanimado de uma criança numa praia turca. 
O escritor João Pedro Mésseder, permeável a essa realidade, sentiu necessidade de a refletir em texto. “Essas imagens começaram a marcar o olhar dos europeus. Esse trauma fez-me escrever”. Dessa necessidade nasceu Clube Mediterrâneo — doze fotogramas e uma devoração, livro de haikus com ilustrações de Ana Biscaia e design de Joana Monteiro. 
Os fotogramas são como capturas de uma narrativa maior, “de um filme que se está a passar perante os nossos olhos todos os dias”. O título do livro não é inocente, assumindo várias significações. Há “uma alusão irónica” ao Club Med, uma empresa de turismo que apresenta os países do Sul da Europa como “países do sol, do mar, da comida e do bom clima”. Mas, pelo contrário, os refugiados do Norte de África e do Médio Oriente chegam ao “inferno”. As ilustrações oscilam entre os tons cálidos e de carvão, como referência a esse ambiente adverso. Também está presente a dicotomia europeia Norte - Sul.Ana Biscaia fala de imagens “inauditas para os nossos tempos e que nos fazem lembrar outras épocas da história”. Daí que, apesar de ser um livro em que a ilustração tem grande destaque, está longe de ser para crianças. “O texto poético é muito duro e as imagens são também duras”, descreve a autora que em 2013 venceu o Prémio Nacional de Ilustração.
O livro, refere Ana Biscaia, fala sobre a vida destas pessoas que “buscam a paz e fogem da guerra”, da chegada a um continente que, “muitas vezes, recebe estas pessoas de forma horrenda e desumana, erguendo muros e com pontapés”.A obra que cruza poesia, ilustração e design termina com a “devoração”, um poema de maior dimensão que os anteriores que, segundo Mésseder, transmite “não apenas a ideia forte de devoração dos refugiados pelo mar, mas também a ampliação dessa metáfora” de todos os que os exploram. Desde senhores da guerra aos traficantes.
.Nos curtos poemas que antecedem a “devoração”, há “um certo tom de revolta e de elegia”, conta o autor. Mas o livro é “também uma lamentação pela forma como a Europa da civilização, dos valores do iluminismo, não soube estar à altura desta tragédia”.Esta não é a primeira vez que a ilustradora e o escritor trabalham juntos, sendo que a última vez que se juntaram foi para fazer um livro para crianças sobre a Palestina.Clube Mediterrâneo - doze fotogramas e uma devoração é uma edição trilingue (português, francês e inglês) da Editora dos Tipos e Xerefé e foi apresentado neste sábado, no Museu da Água, em Coimbra, durante a Feira Cultural da cidade. A edição produzida na Tipografia Damasceno teve apoio da Universidade de Coimbra.

domingo, 4 de junho de 2017

Exotismo de África



Quénia, 1957. Durante a infância, três meninas de meios sociais muito diferentes tornam-se irmãs de sangue: a irlandesa Sara Mackay, a africânder Hanna van der Beer e a britânica Camilla Broughton Smith juram que nada nem ninguém quebrará o laço que as une. Mas o que o futuro lhes reserva vai pôr à prova os seus sonhos e certezas.
Separadas pela distância e pelas obrigações familiares, as três jovens são atiradas para um mundo de interesses em conflito. Camilla alcança o sucesso como modelo na animada Londres da década de 1960; Sarah Mackay é enviada para a universidade na sua Irlanda natal, uma experiência penosa que apenas fortalece a sua determinação de voltar para África; e a família de Hannah Van der Beer esforça-se para manter a fazenda que os seus antepassados erigiram na viragem do século. Os seus laços serão constantemente postos à prova e, a par do exotismo de África, a sua amizade será pano de fundo para interesses amorosos cruzados e promessas quebradas.

Unidas uma vez mais pela amizade

“Três mulheres em busca de amor e redenção, na apaixonante sequela de Irmãs de Sangue 

Hannah, Sarah e Camilla partilharam uma infância mágica e feliz no Quénia. Anos depois, as três jovens mulheres regressam às terras altas da África Oriental e àquele que é agora um país independente. 

Hannah luta para preservar a sua memória na fazenda Langani, alvo de uma série de ataques violentos que ameaçam a sua segurança e casamento. Sarah está a estudar o comportamento dos elefantes numa zona perigosa devido à acção de caçadores furtivos, refugiando-se no trabalho para superar a morte do seu amor de infância. Camilla, um ícone mundial da moda, abandona a sua carreira em Londres e regressa ao Quénia por amor a um carismático caçador e guia de safáris. Mas um segredo paira sobre elas. Com a ajuda de um ambicioso jornalista indiano, elas vão desvendar a verdade por detrás da morte do noivo de Sarah e dos constantes ataques à fazenda e às suas vidas. As paixões e provações por que passam estas inesquecíveis heroínas, unidas uma vez mais pela amizade e pelo amor ao país das suas infâncias, fazem de Um Fogo Eterno um romance épico e magnífico.” 

Asa, 2009

sábado, 3 de junho de 2017

Os segredos



Em 'Os Segredos de 'O Símbolo Perdido'', os autores coordenam e entrevistam historiadores, especialistas em códigos, arte, símbolos e maçonaria; pesquisadores da ciência noética; teólogos, filósofos, cientistas e artistas, criando um livro que discute, aprofunda e esclarece temas tratados em 'O Símbolo Perdido'.

sexta-feira, 2 de junho de 2017

O guia não autorizado


O romance best-seller de Dan Brown, "Anjos e Demónios", tornou-se um sucesso internacional para rivalizar com "O Código Da Vinci", introduzindo milhões de leitores num mundo onde a Ciência e o Cristianismo, por norma separados, se aproximam devido a uma extraordinária descoberta científica; um caminho oculto de antigos símbolos e sinais pagãos é revelado através da localização de estátuas e igrejas por toda a Roma; e uma lendária sociedade secreta, inimiga da Igreja, é ressuscitada, sociedade essa cujo objectivo parece ser a aniquilação total do Vaticano e a ruína da fé católica.Mas, ao longo da leitura do romance, muitos leitores perguntar-se-ão onde acaba a realidade e começa a fantasia do autor.

Anjos & Demónios Iluminados é o guia essencial para o romance, dando importantes informações de bastidores e lançando uma nova luz sobre os muitos mistérios no coração da história. Utilizando um simples formato de A a Z, esta obra dá as respostas, mais estranhas que a ficção, para perguntas como:
- Será que a misteriosa sociedade secreta conhecida como os Illuminati ainda existe?
- Foi Bernini realmente responsável por criar um caminho de Iluminação para potenciais iniciados desta irmandade clandestina?
- Será que a antimatéria tem o efeito potencialmente devastador descrito no romance?
- Existirão mesmo rituais secretos e misteriosas passagens subterrâneas no Vaticano?
Anjos & Demónios Iluminados é uma fonte de referência inestimável para os muitos fãs do romance e para todos aqueles interessados na fascinante verdade por detrás da lenda dos Illuminati.


domingo, 28 de maio de 2017

Onde aprender mais




As coisas que podes aprender aqui vão deixar-te deslumbrado!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...